Dieta pré-bariátrica: a importância da reeducação alimentar para resultados positivos

Orientação nutricional e reeducação alimentar são fatores essenciais para o sucesso da cirurgia a longo prazo

ARTIGO DE ESPECIALISTA - PUBLICADO EM 15/05/2017

Gabriel Cairo Nunes
Nutrição - CRN 22136/SP
especialista minha vida

A primeira escolha que o paciente necessita fazer quando quer ou precisa emagrecer é uma rotina alimentar de melhor qualidade nutricional. Para emagrecer com saúde, é necessário que o paciente procure um nutricionista, um educador físico, um psicólogo e um endocrinologista. Esse time é chamado de equipe multidisciplinar.

PUBLICIDADE

Mesmo assim, alguns pacientes acabam buscando outros métodos para chegar ao emagrecimento. Dois exemplos muito utilizados são:

  • Balão gástrico, botox gástrico e plástica endoscópica (também chamados de endoscopia bariátrica)
  • Cirurgia bariátrica

Pessoas que falharam na busca de perda de peso permanente podem se beneficiar com essas técnicas, mas apenas operar não trará o sucesso a longo prazo. É necessário que o paciente consiga seguir uma alimentação de melhor qualidade nutricional.

Por que preciso fazer uma dieta antes da cirurgia bariátrica?

A cirurgia irá atrapalhar o volume da ingestão alimentar. Porém, em média após 15-18 meses da cirurgia o paciente voltara a fazer uma ingestão do volume alimentar praticamente igual a antes da cirurgia.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

A cirurgia também irá liberar alguns hormônios chamados anorexígenos (que retiram a fome), fazendo com que você não tenha vontade de alimentar como antes (porém, em média após 18 meses da cirurgia essa liberação hormonal volta quase que ao normal).

Por essas duas razões citadas acima que a perda de peso é mais facilitada até 15 meses de cirurgia. Também chamamos essa fase de lua de mel.

Como todo relacionamento esfria (brincadeiras à parte, mas todos precisam saber que acaba mesmo, e se não houve mudança no comportamento alimentar nesse período é provável que o paciente volte a engordar), quem fez cirurgia bariátrica precisa ter um bom relacionamento com seu nutricionista e esse deve ser eterno.

Carência nutricional

Conhecemos muitos casos e sabemos que muitos pacientes apresentam desnutrição pré-operatória. Quando eu falo desnutrição pré-operatória, quero dizer, por exemplo, carência de vitamina D, em que 50 a 70% das pessoas apresentam antes de operar.

De 40 a 50% das pessoas apresentam deficiência de ferro antes de operar. De 30 a 36%, apresentam falta de zinco, 30% falta de tiamina e em média 40% possuem deficiência de vitamina B12. O cálcio também está abaixo do limite em 20% dos casos. Isso ocorre porque o obeso não necessariamente come bem, ele come muita caloria, que também chamamos de calorias vazias.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Dicas importantes para reeducação alimentar

Para conseguir ingerir uma quantidade de alimentos menos calóricos, é necessário que a sua alimentação possua uma distribuição de nutrientes corretas. Você precisa de um nutricionista especialista em emagrecimento, ele poderá entender o como e por que você se alimenta dessa maneira e irá adequar quantas refeições você precisa fazer, quais alimentos em cada refeição será mais confortante em você comer e a porção de cada alimento que é necessário você comer.

Com isso, você terá uma liberação dos hormônios da saciedade, fazendo com que você consiga seguir uma alimentação de menor caloria sem sofrer de fome. Quando estamos satisfeitos, as vontades alimentares são menores e com isso você consegue raciocinar melhor antes de fazer as escolhas alimentares, consequentemente perderá peso.

A segunda escolha é esportiva, você já está ingerindo menor quantidade calórica e agora irá aumentar o gasto. Uma simples caminhada pode ser bastante para conseguirmos deixar o balanço calórico diário bem diminuído e com isso a perda de peso será mais rápida.

Quando a ingestão alimentar não é muito reduzida e a pratica esportiva elevada, o paciente emagrece pouco. Nesses casos, há a necessidade de auxílio para perda de peso e podemos necessitar do uso de fármacos (alguns para ajudar no controle do volume alimentar, outros para atrapalhar a absorção de nutrientes), e com isso o tratamento para perda de peso será mais duradouro e provavelmente mais eficiente.

Riscos de não seguir a dieta pré-bariátrica

Mas pior que engordar, é quando o paciente apresenta carências nutricionais. Sabemos que quando ingerimos menos quantidade de comida e diminuímos a absorção de nutrientes, ocorrem deficiências. As mais conhecidas são:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)
  • Anemia
  • Deficiência de ferro
  • Síndrome Wernick, por deficiência de B12
  • Osteoporose, por deficiência de cálcio e magnésio
  • Flacidez muscular, por deficiência de proteína